PDA

View Full Version : Joana Rios sings Ella Fitzgerald



Orpheus
15-05-2005, 14:49
Este disco foi para mim uma agradável surpresa,* sem nunca atingir píncaros de exaltação prima pela sua homogeneidade, musicalidade simples e acessível e uma voz quente que me embalou por cerca de sessenta minutos.
Bem verdade que por vezes me convidou a bater o pé em ritmos mais aguerridos do repertório de Ella, mas essa vontade foi sempre possível de conter como que numa gula minha de aprisionar o prazer e desfrutar atentamente e pessoalmente o trabalho em torno desta voz.
Devo arriscar um comentário mais pessoal, apreciei o caracter intimista do disco que a cantora lhe introduziu, a mim pareceu-me uma voz sentida e livre que a cantar espantava a timidez, uma voz que ganha forma a cantar.
O disco em si é gravado no Hot Club, e pretende ser uma homenagem ao Jazz Vocal intemporal neste caso encarnado em Ella mas que acaba por a ultrapassar e tornar-se mais vasto, uma janela para os tempos que nos deixam nostalgia no pensamento, aos tempos de Ellington , Armstrong ou até mesmo Sarah Vaughan, aquele gosto intenso de calma que nos fica na boca e nos faz viajar no tempo.
Este disco é o primeiro da cantora, e acho que não podia ter começado melhor, a simplicidade do disco é de facto transbordante nela, até pelos agradecimentos em si se absorve desde logo o seu prazer pela musica em si, o seu gosto por cantar e a sua simplicidade, com tudo isto o resultado só poderia ser bom.
A cantora surge acompanhada por Bruno Santos na guitarra, Bernardo Moreira no Contrabaixo, André Sousa Machado na bateria e conta ainda com a participação especial de Pedro Moreira e Claus Nymark no Saxofone Tenor e Trombone respectivamente.
A gravação em si considero boa, espacial e ordenada, simples como o disco o que para mim se torna cada vez mais um índice de procura neste mundo onde cada vez mais boa música surge em gravações proibitivas que me levam ao seu afastamento, aqui não,* este disco é mais uma prova que se conseguem bons resultados com nada mais que o necessário e com algum senso e bom gosto, a voz surge bem destacada e separada e os restantes instrumentos bem vincados, com dinâmica e coerência.
Deixo então esta dica para quem for apreciador deste género musical, acho uma compra obrigatória para quem gostar de boa música e apreciar momentos intimistas e tiver em mente que cá em Portugal já se fazem com mais frequência bons discos desde que o ouvinte tenha a mente aberta para procurar, a acrescentar a esta qualidade inerente está o seu preço acessível , este disco é possível ser obtido por cerca de 11 euros segundo consta devido a uma parceria com a Fnac.
Aqui fica então esta sugestão e um desejo de bons momentos acompanhados de boa musica, boas audições.
http://i6.photobucket.com/albums/y208/forumhifi/5d7eab85.jpg

Marcos Caetano
aka Orpheus